Arquivos da categoria: maneira

Onde estão todas as modelos de terceira idade?

 

Onde estão as modelos de terceira idade? E modelos de diferentes tamanhos, raças e religiões? A indústria da moda está se tornando mais inclusiva, mas ainda tem um caminho a percorrer

modelos jovens, super magras, com pele de porcelana, cabelos lustrosos e muitas qualidades que – vamos encarar – a maioria das mulheres não tem (às vezes, mesmo aquelas modelos, cujas vidas giram em torno de manter a imagem, na verdade, não têm isso).

Durante décadas, essa fórmula funcionou… provavelmente porque desejamos olhar dessa maneira, ou por padrões sociais que internalizamos ou que nos foram impostos. Mas, nos últimos anos, as mulheres estão se rebelando contra esses modelos de perfeição, buscando algo mais genuíno e mais próximo da nossa realidade. Embora ainda haja um longo caminho a percorrer, há um desejo de se identificar mais com as modelos em termos de idade, forma do corpo, raça e até religião e cultura.

Alguns chamam de modelos “reais”, mas eu confesso que não gosto desse termo, porque as modelos típicas não são exatamente extraterrestres. Não é culpa delas ganharem a loteria genética.

Onde está o meio?

Tendemos a falar mais do tipo de corpo. Hoje, a maioria das modelos precisa ter um peso saudável (o que, embora longe da média, ainda é um passo importante e o desejado pelas agências de modelos). E agora também há muitas modelos de tamanho maior conhecidas como modelos plus size que estão revolucionando a indústria da moda.

O caso mais emblemático é Ashley Graham, que é o rosto de várias marcas, foi co-anfitriã do concurso Miss Universo e até mesmo escreveu um livro no qual ela fala precisamente sobre como nós mulheres devemos nos amar como somos, com ou sem celulite (o que, a propósito, não tem medo de mostrar em seu Instagram).

No entanto, acho que ainda é uma questão muito polarizada: há moda para pessoas magras e moda para pessoas maiores. Mas e os que têm um peso médio ou regular? Em muitos países, somos a maioria. Onde estão as modelos de tamanho M?

Existe uma distribuição igualmente desigual quando se trata de idade. Por um lado, há meninas de 15 anos que promovem cremes hidratantes e, por outro lado, algumas (muito poucas) mulheres com mais de 60 anos comercializam cremes antirrugas. É ótimo que finalmente possamos superar as meninas de 20 anos que promovem produtos para combater sinais de idade que nunca tiveram, mas as mulheres de 30 a 50 ainda estão sub-representadas. E, ironicamente, somos nós que investimos mais em produtos de moda e beleza.

É quase como se o mundo do marketing estivesse sofrendo algum tipo de crise no meio da vida. Os comerciantes querem evitar essas décadas de “meia-idade” a todo custo em vez de olhar para os aspectos maravilhosos de uma época em que as mulheres ainda podem desfrutar de coisas que são típicas da juventude, mas de forma mais madura e na plenitude de sua independência econômica.

O que esta acontecendo aqui? Vários estudos sugerem que isso tem a ver com o fato de que as empresas de relações públicas e marketing são cada vez mais equipadas por executivos com idades compreendidas entre os 25 e os 28 anos, onde a diferença entre ser jovem e velho é parte de sua experiência e isso é levado ao extremo.

A favor da diversidade

Quanto à raça, não é nenhum segredo que a maioria das modelos é de cor branca. E nem todas as marcas fazem o que Benetton faz. Embora tenha havido um aumento nas modelos negras, a verdade é que elas ainda estão sub-representadas, assim como as latinas, as asiáticas e outras etnias. Elas tendem a ser segmentadas por países, mesmo em um mundo teoricamente globalizado.

É preciso fazer uma exceção com a Ásia, porque, neste continente, estudos mostram que as pessoas compram menos se houver modelos ocidentais na publicidade.

Quanto à religião, ainda um assunto tabu, ainda menos progressos foram feitos. No entanto, está começando a mudar. Na década de 1990, ninguém se perguntou se Naomi Campbell era judia ou se Cindy Crawford era católica. A fé das modelos pouco importava e não era algo que elas professassem. Mas, atualmente, as modelos muçulmanas, por exemplo, estão tomando seu lugar na moda e fizeram manchetes para aparecer nas passarelas com seus véus.

Isso porque é o estilo de vida que está marcando o tom, especialmente nas redes sociais, e isso também inclui crenças, os alimentos que as pessoas comem, como elas viajam, e até mesmo os tipos de pessoas com quem passam o tempo.

Trabalhando o interior

Definitivamente, há uma tendência crescente de aprender a apreciar a forma como olhamos e experimentamos isso. O conceito de beleza mudou em um movimento que se concentra em trabalhar seu interior e ser feliz com quem você mesmo para projetar um exterior “melhor”.

As mulheres chegam em todos os tamanhos, idades, tons de pele, origens culturais e religiões, então queremos ampliar o espectro e ver imagens de mulheres que refletem essa diversidade, mulheres com quem podemos identificar. Obviamente, a parte inspiradora continuará a desempenhar um papel fundamental (todas nós gostamos dessa auréola criativa e glamorosa de editores de revistas) e não há nada de errado com isso, mas ver mais rugas, curvas e cores de pele não seria ruim. Afinal, é o que vemos no espelho e, queridos designers de moda, estamos aprendendo a ser felizes com isso.

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Príncipe Harry fez terapia para sair do ‘caos’

Príncipe Harry (Foto: Getty Images)Príncipe Harry (Foto: Getty Images)

A vida de um príncipe parece muito mais fácil do que é na realidade. Recentemente, o príncipe Harry comentou sobre como precisou fazer terapia depois de passar por alguns anos ‘cheios de caos’, há algum tempo.


Agora com 32 anos, o irmão do príncipe William disse que está bem, mas que a vida pública e a morte da sua mae aos 12 anos tiveram um efeito e tanto na sua vida profissional e na sua saúde mental.


“Eu passei a maior parte da minha vida falando ‘Eu estou bem’… E muitos de nós não estão prontos para ir tão fundo assim. Então, hoje eu falo ‘Estou ok. Estou um pouco nervoso. Eu estou com um pouco de aperto no peito, mas fora isso está tudo bem’”, comentou no podcast Mad World.


Harry, que atualmente namora a atriz Megghan Markle, comentou que por muito tempo evitou pensar na mãe e em tudo o que aconteceu quando era mais novo porque achava que não fazia sentido remoer acontecimentos passados, mas o efeito foi o contrário: evitar olhar para os seus sentimentos fez com que ele se fechasse para o mundo e não aprendesse a lidar de maneira saudável com o que sentia e com as pressões de uma vida pública. Não à toa, a juventude do príncipe foi marcada de polêmicas.


Por isso, quando tinha 28 anos, ele decidiu procurar ajuda com um profissional e recebeu todo o apoio do irmão e sua família. Harry passou a se encontrar com um terapeuta e usou o boxe como uma forma de extravasar. E o resultado indica, até mesmo, que ele pensa em levar o seu relacionamento com Meghan para o próximo patamar.


“Por causa do processo pelo qual venho passando nos últimos 2, 3 anos, eu agora consigo levar o meu trabalho a sério, levar a minha vida pessoal a sério e colocar todo o meu esforço naquilo que realmente faz a diferença”, disse. “Não importa quem você é, a conversa precisa ser o começo dessa mudança”.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Você sabe o que é mindfulness?

Mindfulness (Foto: Shutterstock)Mindfulness: prente atenção no presente (Foto: Shutterstock)

Uma técnica simples, fácil, gratuita e cuja única condição para colocá-la em prática é estar vivo. Ajuda a emagrecer, a ganhar mais dinheiro, a diminuir a ansiedade e a depressão, e melhora até as notas de matemática das crianças que são adeptas. Parece milagre, mágica, ou uma grande jogada de marketing, mas se chama mindfulness (consciência de uma situação, em tradução livre) e é o novo mantra corporativo moderno. Uma espécie de controle da mente, nada mais é do que a atenção plena no presente, a consciência dos sentimentos e pensamentos durante um momento. É a corrente filosófica oposta ao multitarefa – tão incensada no mundo do trabalho há poucos anos.


Mindfulness é prestar atenção no que está acontecendo sem se apegar ao passado e sem projetar o futuro. “Isso ajuda a perceber coisas novas. Uma das maneiras de praticar o mindfulness é pela meditação, mas não é a única”, diz a americana Ellen Langer, que há 40 anos pesquisa o tema na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. O interesse da psicóloga nova-iorquina pelo assunto surgiu quando começou a se perguntar por que as pessoas cometiam atos aparentemente inexplicáveis, como esquecer as crianças dentro do carro. “Elas agem dessa forma quando estão mindless (consciência vazia). Ou seja: quando enxergam a situação de apenas uma perspectiva”, explica Ellen. Com o passar dos anos, descobriu que quem age de acordo com os princípios mind­ful (consciência cheia) é capaz de encontrar melhores soluções para problemas e também tem as taxas de estresse reduzidas. Em uma de suas pesquisas, Ellen pediu a duas orquestras que tocassem a mesma ópera. A primeira delas, mindless, deveria fazê-lo com técnicas que usaram no passado e consideravam bem-sucedidas. A segunda, mindful, com novos e sutis ajustes. Os pesquisadores gravaram os resultados. Além de sentirem mais satisfação durante o trabalho, os músicos da segunda orquestra criaram um som melhor. “Mesmo sem saber dos bastidores, quem escutou as duas gravações preferiu a da orquestra mind­ful”, conta Ellen. Outras pesquisas mostraram que a técnica aumenta o carisma, a produtividade, a criatividade, a memória e até mesmo a longevidade e diminui o burnout e os acidentes de trabalho.


Existem várias maneiras de provocar estados de mindfulness. “Escanear” o corpo e a mente ao longo do dia é uma delas. Meditar é outra. Outro estudo mostrou que é preciso constância para obter os benefícios da prática. Investir 10 a 15 minutos diários é suficiente (veja quadro). Apps de meditação, como o Headspace e o Welzen, podem ajudar a conquistar esse objetivo.

Mindfulness (Foto: Divulgação)

Fonte: Harvard Health Publication


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Os segredos de Coco Rocha

A top model canandense nos bastidores do desfile da Le Lis Blanc (Foto: divulgação)A top model canandense Coco Rocha nos bastidores do desfile da Le Lis Blanc (Foto: divulgação)


Ela foi descoberta aos 14 anos e convidada a ingressar no mundo das modelos. Por um olheiro e durante uma apresentação de dança irlandesa. Dança, por sinal, desde a infância e até hoje uma de suas maiores paixões e a maneira mais prazerosa que encontra para se exercitar e manter a forma. A outra é correr atrás da filha Iori, de dois anos e três meses e que a acompanha por boa parte das viagens que faz ao redor do mundo. Conheça um pouco da vida da top canadense Coco Rocha, 28 anos, queridinha de fotógrafos como Steven Meisel e estilistas como Stella McCartney e Christian Lacroix, Emanuel Ungaro e Marc Jacobs.


Essa é sua primeira vez no Brasil?
COCO ROCHA Não, deve ser a quarta ou quinta, mas conheço pouquíssimo do país. É sempre do aeroporto para alguma sessão de fotos ou desfile. Depois, hotel e aeroporto de novo. Já cheguei a ficar menos de 24 horas por aqui! Mas morro de vontade de vir e passar férias mais longas com a minha família.


Como definiria seu estilo?
CR Não tenho um estilo, na verdade sou avessa a qualquer rótulo. Um dia, como hoje, por exemplo, posso estar mais casual punk e toda de preto. Amanhã posso levantar romântica e querer usar um vestido. Se vestir sempre do mesmo jeito ou colocar o guarda-roupa abaixo só porque agora a onda são os anos 80 não faz minha cabeça. Acho que a única coisa que nunca abro mão no meu look é meu iPhone. Ele é minha peça coringa.


Tem algum hobbie?
CR Cozinhar. Se fosse estudar algo, certamente faria uma faculdade para me tornar chef. Sou totalmente apaixonada pelo ofício. Adoro fazer lasanhas, batatas assadas, frangos com especiarias. E também amo comer, claro. A culinária tailandesa e indiana estão entre as minhas favoritas.


Você tem uma filha de dois anos. Como concilia a maternidade com sua rotina frenética de modelo?
CR Sou uma felizarda e, sempre que viajo, carrego meu bebê comigo. Tenho a sorte também do meu marido [Jamen Conran] ser um dos meus managers então vivo a vida em família por onde quer que eu vá. Gosto muito de mostrar o mundo para a minha filha, dividir experiências, estar sempre presente. Poucas mulheres no planeta têm um privilégio desses.


Você sempre levantou bandeiras contra a ditadura sobre o peso das modelos e no combate a anorexia. Já sofreu com isso também?
CR Não gosto de usar essa expressão contra a anorexia e nem colocar este termo no meu discurso. O que prezo é que as garotas devem ser saudáveis e respeitar seu corpo. Você simplesmente não pode dizer para uma menina que praticamente acaba de sair da infância e que é magra que deve comer hambúrguer para ganhar curvas e trabalhar mais. E muito menos para uma que não seja magérima que ela deva fazer dietas e exercícios até a exaustão para se encaixar em outro determinado perfil. Se você faz isso com uma garota que está na escola, já é errado. Com uma modelo então, que tenta ganhar sua vida com isso, pode ser ainda mais trágico. Algumas pessoas são magras e ponto. Eu sou assim e não posso fazer nada para mudar meu corpo, mesmo que o padrão do que é considerado bonito mude daqui a pouco. E, se você é modelo e te obrigam a fazer algo parecido, realmente o melhor a fazer é abandonar este ofício.


Como você lidava com as críticas no início de carreira e como reage a elas hoje em dia, se é que elas ainda acontecem?
CR Aprendi com o tempo que há pessoas más. Outras que simplesmente não sabem o que dizem e por isso falam qualquer coisa sem pensar que podem te machucar. Há ainda algumas  no nosso meio que, por falarem outros idiomas, simplesmente não sabem como se expressar e acabam dizendo coisas complicadas de maneiras nada construtivas. Leva-se muito tempo para notar essa diferença. Quando comecei, com 14, me abalava e muito. Hoje, saio dando risada.


Você também já declarou ser contra o photoshop e ao excesso de retoques das imagens de moda, certo?
CR Não sou contra. O photoshop é um valioso aliado para retocar a pele cansada, tirar as olheiras de noites mal dormidas em vôos intermináveis e também para apagar uma pinta aqui outra ali. Mas mudar um nariz, trocar uma parte do corpo de uma mulher pela parte do corpo de outra, isso sim me parece construir uma sociedade insana. A modelo se fere com isso. O público enxerga algo mentiroso e inatingível. Ninguém ganha com isso.


Como é sua rotina e como lida com a maternidade?
CR Nada me faria mais feliz do que viver sendo exclusivamente mãe. Me levanto às 5h30 para ficar com minha filha. Faço café da manhã para ela, brincamos, dançamos juntas ao som de Barbara Streisand, Liza Minelli e Beyonce. Depois comemos, brincamos e começamos tudo de novo. Não há nada mais mágico na minha vida do que isso. Além disso, cuidar dela é uma ótima maneira de manter a forma. São 12kg de peso que levanto a cada minuto!


Você planeja ter mais filhos?
Sim, quero, mas ainda não sei quando. Acho que essas coisas não se planejam, simplesmente acontecem.


Se você imaginar sua vida daqui dez anos, o que gostaria de estar fazendo?
CR Quero estar cercada da minha família e seguindo com minha agência própria de modelos, incentivando e apoiando outras meninas a terem sucesso e a construir carreiras felizes.


 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Minimochilas são o acessório sensação da temporada

Julia Faria é uma das fashionistas que adotaram a mini mochila (Foto: Reprodução/Instagram)Julia Faria é uma das it-girls que aderiram às minimochilas (Reprodução Instagram)

Esqueça o mochilão pendurado nas costas para ir à academia ou para carregar de um lado para o outro na viagem de férias. As minimochilas, versões diminutas e fofas dos modelos tradicionais, são o hit da temporada, com versões luxuosas feitas por grifes como Louis Vuitton e Chanel, entre outras. São modelos que aparecem repaginados, para serem usados tanto no dia a dia ou como uma peça statement, em contraste com looks de noite e até mesmo de festa.


São inúmeras as maneiras de usar as minimochilas. Como opção à bolsa do dia a dia, nas costas (ou numa versão mais despojada, com uma única alça pendurada no ombro), o acessório dá um ar cool e moderno à produção. Para compor um look noturno, vale a pena investir em versões mais elaboradas, em tons metalizados ou colorida, com aplicações de spikes, pedrarias e outros adereços. Entre as fashionistas que desfilam com suas minimochilas pelas redes sociais estão a blogueira Camila Coutinho, a atriz Julia Faria e a youtuber Nah Cardoso.

Nah Cardoso (Foto: Reprodução/Instagram)Nah Cardoso (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma das primeiras a investir nas minimochilas, a versão criada pela maison francesa Louis Vuitton é um dos hits do street style e ainda se encaixa numa segunda tendência, a das peças cobertas pelo logotipo da marca _no caso, o inconfundível e mais copiado do mundo LV).


O desafio de resumir TODOS os acessórios do cotidiano dentro de um modelo como esse é o mesmo das minibolsas, ou seja, é preciso reduzir ao máximo os itens do nécessaire (batom, espelho e um remedinho para dor de cabeça e só!), adotar uma carteira pequena, moedeiro tão míni quanto a mochila e celular. Se você é daquelas que carregam parte do armário dentro da bolsa, então a opção é ter sempre uma tote bag à tiracolo ou dentro do carro, para ser usado como bolsa de apoio _mas o risco de acabar com o visual e tirar a atenção da minimochila é enorme. Portanto, controle-se e reduza tudo ao mínimo! 


Amou? Então confira nossa seleção e escolha a sua!


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Verde: Como usar a cor do ano na maquiagem de 6 jeitos cool

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

O verde greenery é a cor deste ano. Então, que tal apostar na cor também na hora da maquiagem, hein? Aqui, a maquiadora Juliana Rakoza ensina algumas maneiras de usar o verde em produções com foco nos olhos + batons nudes + pele perfeita. E tem opção para todos os gostos – para quem prefere um toque de cor mais discreto, um pouco mais ousado e até para quem ama a mania do momento e quer de jogar no glitter.


Eleja a sua!


1- Verde para as + discretas!

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“Para quem quer só um toque de cor na maquiagem. Vale apostar em pele bem iluminada, blush de contorno bronze, correção de sobrancelha e batom nude terroso. Nos olhos, pigmento molhado verde clarinho. Aplique em toda a pálpebra móvel até o concâvo e esfume. Embaixo, na linha dos cílios, lápis verde escuro. Dentro da linha d’água lápis bege claro pra abrir o olhar”, ensina Ju.


2- Delineado preto + toque de verde

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“O delineado gráfico poderoso ganha um toque do verde na linha dos cílios inferiores, com lápis e sombra verde por cima. O restante do visual é básico: pele iluminada e contornada + boca mais neutra. Se quiser, vale ousar e colocar um batom vermelho. Fica ótimo”, aconselha a maquiadora.


3- Delineado preto + delineado verde ousado

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“A base é o look anterior, que ganha um ar mais ousado. Complete o visual com um ponto luz no canto interno dos olhos. Use um glitter furta-cor. Complete o delineado com uma linha verde de glitter que vai por cima do delineado preto. Para ficar cool, não precisa completar o traço até o fim dos olhos. Deixando a pontinha apenas com o traço preto”, ensina Ju.


4- Para brilhar: verde esfumado + glitter como iluminador

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“Para o visual, abuse do pigmento verde na pálpebra movel e linha dos cílios infefior e do glitter, que vai no cantinho interno dos olhos e também faz as vezes de iluminador. O tom de boca é mais rosadinho para esquentar o look. Pele bem contornada e lápis bege ou branco para abrir o olhar completam o visual, que tem um toque de sereismo por causa dos tons furta-cor”, explica a expert.


5- Se joga no glitter: Olho verde pesado + iluminador caprichado

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“Para quem ama glitter, aqui a dica é fazer um degradê que passa pelo verde mais claro até um verde folha, Fiz uma camada de pigmento verde + glitter. Anote o truque: é possível conseguir o efeito usando cola para cílios. Como o produto seca muito rápido, tem que aplicar o glitter imediatamente. Então, faça por partes. A boca é mais neutra e pele de linda. Abuse também do glitter em dois tons como ilumidador”, aponta Ju.


6- Verde glossy e ultrasexy

Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)Verde greenery: Como usar a cor do ano na maquiagem (Foto: Andrea Dematte)

“Aqui, o tcham é usar a base da maquiagem anterior, mas ousar mesmo na hora da finalização. O degradê ganha um ar sexy graças à aplicação de gloss nas pálpebras. O efeito glossy é cool e é a última tendência no mundo da beauté. Aposte!”, finaliza a maquiadora.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Quilos a mais e altura de menos? Aprenda a usar os hits das passarelas seja qual for o seu biotipo

Lindo na passarela, impossível no meu corpo! Ah, como eu gostaria de ter mais 10 cm para usar este vestido!  Se eu tivesse 15 kg a menos, sairia agora mesmo com esta saia! Quem nunca assistiu a um desfile, seja ao vivo ou na tevê, e não saiu desejando absurdamente algo. E, é claro, pensando incessantemente em alguma destas frases.


A moda é capaz de muitas coisas e uma delas é de promover efeitos ópticos capazes de valorizar nossos pontos fortes, esconder os não tão privilegiados e ainda assim se encaixar elegantemente na nossa figura, entre peças que aparentemente pareciam impossível.
Aqui você confere uma lista de tudo que pipocou pelas passarelas nacionais e internacionais na última temporada. E aprende a melhor maneira de aderir a elas desde já.

O look monocromático da Max Mara (Foto: imaxtree)O look monocromático da Max Mara (Foto: imaxtree)

Vermelho
Pouca gente sabe, mas produções monocromáticas, seja vermelhas ou em qualquer outra coloração, são ideais para quem quer parecer mais alta. Sem nenhum corte na silhueta, tanto o tronco quanto as pernas parecem mais longilíneas. Se você quiser ainda potencializar o efeito, e seu look envolver saias ou vestidos, opte pela companhia de escarpins ou sandálias decotadas, todas no tom nude. Valem os de camurça, couro ou verniz. Se a intenção for disfarçar quilos a mais, procure nuances do tom mais fechado. Peças na coloração sangue, por exemplo, são mais indicadas do que um tom quase alaranjado.

A saia mídi Madsen, com cintura alta, dá a impressão de pernas mais longas (Foto: imaxtree)A saia mídi Madsen, com cintura alta, dá a impressão de pernas mais longas (Foto: imaxtree)

Saia Mídi
Há pelo menos três temporadas o modelo não abandona as passarelas. E é uma lenda pensar que o comprimento é proibido para quem é baixinha.  A solução é aderir a um exemplar da peça com a cintura  mais alta, o que fará com que as pernas pareçam mais longas. Ter critério na escolha do sapato também é imprescindível. Mais uma vez, os nude são perfeitos. Se quiser usar bota, aposte no combo saia+meia opaca+ botas no mesmo tom. Ou pelo menos que tudo fique mais ou menos na mesma coloração, sem pesos ou cortes extras na silhueta. Se seu problema for quilinhos extras, use o efeito óptico a seu favor. Se a parte mais volumosa do corpo for os quadris, saias mídis mais soltas e de tons escuros são perfeitas. Em cima, aposte em tops mais claros e até com estampas.

O modelo Dolce & Gabbana ganha a companhia de jaqueta jeans, camuflando braços fora de forma (Foto: imaxtree)O modelo Dolce & Gabbana ganha a companhia de jaqueta jeans, camuflando braços fora de forma (Foto: imaxtree)

Vestido lingerie
Você está acima do peso e é apaixonado pelo modelo? Não se preocupe. Uma maneira ótima de fazer com que o vestido lingerie estruturado ou mesmo um slipdress (modelo mais leve, tipo combinação) tenha espaço no seu dia a dia é vestí-lo por baixo deles uma t-shirt de malha extra-fina, que ajudará a camuflar braços roliços. Ou ainda investir em paletós ou jaquetas do tipo boyfriend, mas desde que você não seja muito mignon. Neste caso, um casaqueto do tipo cropped  funcionará como cobertura ideal. Nos pés, as baixinhas podem aderir a mocassins de salto alto e quadrado. Já as gordinhas, sandálias altas de salto fino e parte de cima decotada. As metalizadas são ótimas alternativas.

A saia longa de veludo molhado Alberta Ferreti coloca os quadris em destaque, camuflando a barriguina ou os seios fartos (Foto: imaxtree)A saia longa de veludo molhado Alberta Ferreti coloca os quadris em destaque, camuflando a barriguina ou os seios fartos (Foto: imaxtree)

Veludo molhado
O brilho é campeão em potencializar medidas. A melhor maneira então é deixar a peça confeccionada no material próxima a região do corpo que você mais se orgulha. Seu corpo é do tipo triângulo invertido, com ombros ou seios turbinados? Invista então numa pantalona no teciddo na companhia de um tricô discreto e sequinho.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online SPFW Folha de S.Paulo Portal G1 UOL Estilo Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Moda no Estadao Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Quilos a mais e altura de menos? Aprenda a usar os hits das passarelas seja qual for o seu biotipo

Lindo na passarela, impossível no meu corpo! Ah, como eu gostaria de ter mais 10 cm para usar este vestido!  Se eu tivesse 15 kg a menos, sairia agora mesmo com esta saia! Quem nunca assistiu a um desfile, seja ao vivo ou na tevê, e não saiu desejando absurdamente algo. E, é claro, pensando incessantemente em alguma destas frases.


A moda é capaz de muitas coisas e uma delas é de promover efeitos ópticos capazes de valorizar nossos pontos fortes, esconder os não tão privilegiados e ainda assim se encaixar elegantemente na nossa figura, entre peças que aparentemente pareciam impossível.
Aqui você confere uma lista de tudo que pipocou pelas passarelas nacionais e internacionais na última temporada. E aprende a melhor maneira de aderir a elas desde já.

O look monocromático da Max Mara (Foto: imaxtree)O look monocromático da Max Mara (Foto: imaxtree)

Vermelho
Pouca gente sabe, mas produções monocromáticas, seja vermelhas ou em qualquer outra coloração, são ideais para quem quer parecer mais alta. Sem nenhum corte na silhueta, tanto o tronco quanto as pernas parecem mais longilíneas. Se você quiser ainda potencializar o efeito, e seu look envolver saias ou vestidos, opte pela companhia de escarpins ou sandálias decotadas, todas no tom nude. Valem os de camurça, couro ou verniz. Se a intenção for disfarçar quilos a mais, procure nuances do tom mais fechado. Peças na coloração sangue, por exemplo, são mais indicadas do que um tom quase alaranjado.

A saia mídi Madsen, com cintura alta, dá a impressão de pernas mais longas (Foto: imaxtree)A saia mídi Madsen, com cintura alta, dá a impressão de pernas mais longas (Foto: imaxtree)

Saia Mídi
Há pelo menos três temporadas o modelo não abandona as passarelas. E é uma lenda pensar que o comprimento é proibido para quem é baixinha.  A solução é aderir a um exemplar da peça com a cintura  mais alta, o que fará com que as pernas pareçam mais longas. Ter critério na escolha do sapato também é imprescindível. Mais uma vez, os nude são perfeitos. Se quiser usar bota, aposte no combo saia+meia opaca+ botas no mesmo tom. Ou pelo menos que tudo fique mais ou menos na mesma coloração, sem pesos ou cortes extras na silhueta. Se seu problema for quilinhos extras, use o efeito óptico a seu favor. Se a parte mais volumosa do corpo for os quadris, saias mídis mais soltas e de tons escuros são perfeitas. Em cima, aposte em tops mais claros e até com estampas.

O modelo Dolce & Gabbana ganha a companhia de jaqueta jeans, camuflando braços fora de forma (Foto: imaxtree)O modelo Dolce & Gabbana ganha a companhia de jaqueta jeans, camuflando braços fora de forma (Foto: imaxtree)

Vestido lingerie
Você está acima do peso e é apaixonado pelo modelo? Não se preocupe. Uma maneira ótima de fazer com que o vestido lingerie estruturado ou mesmo um slipdress (modelo mais leve, tipo combinação) tenha espaço no seu dia a dia é vestí-lo por baixo deles uma t-shirt de malha extra-fina, que ajudará a camuflar braços roliços. Ou ainda investir em paletós ou jaquetas do tipo boyfriend, mas desde que você não seja muito mignon. Neste caso, um casaqueto do tipo cropped  funcionará como cobertura ideal. Nos pés, as baixinhas podem aderir a mocassins de salto alto e quadrado. Já as gordinhas, sandálias altas de salto fino e parte de cima decotada. As metalizadas são ótimas alternativas.

A saia longa de veludo molhado Alberta Ferreti coloca os quadris em destaque, camuflando a barriguina ou os seios fartos (Foto: imaxtree)A saia longa de veludo molhado Alberta Ferreti coloca os quadris em destaque, camuflando a barriguina ou os seios fartos (Foto: imaxtree)

Veludo molhado
O brilho é campeão em potencializar medidas. A melhor maneira então é deixar a peça confeccionada no material próxima a região do corpo que você mais se orgulha. Seu corpo é do tipo triângulo invertido, com ombros ou seios turbinados? Invista então numa pantalona no teciddo na companhia de um tricô discreto e sequinho.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online SPFW Folha de S.Paulo Portal G1 UOL Estilo Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Moda no Estadao Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Travesti na novela das 9, Silvero Pereira se sente bem como homem ou mulher

Silvero Pereira fala sobre Nonato de A Força do Querer e as questões LGBT (Foto: Globo/Maurício Fidalgo)Silvero Pereira fala sobre Nonato de A Força do Querer e as questões LGBT (Foto: Globo/Maurício Fidalgo)

Silvero Pereira se define como uma pessoa que não gosta de se “encaixotar”. Livre de preconceitos e firme em suas opiniões, ele não deixa que ninguém o coloque para baixo. “Ser chamado de ‘viado’ e ‘traveco’ para mim é motivo de orgulho”, diz ele em entrevsita. Cearense de Mombaça, uma cidade de 50 mil habitantes, o ator de 35 anos – filho de operário e mãe lavadeira – é casado há nove com um dramaturgo, mas teve várias namoradas na adolescência.  


Foi pensando em defender atores transexuais e travestis que Pereira montou a companhia teatral AsTravestidas. Defensor dos direitos da comunidade LGBT, ele acredita que é preciso lutar por leis que defendam a todos: “Se não, vamos acabar revelando que o Brasil se finge democrático e libertário, mas é assassino e violento.”


Como tem sido a repercussão de seu personagem na novela?
SILVERO PEREIRA Faço teatro há 18 anos. Construí uma trajetória artística e política muito importante. Há 15 anos, me dedico às questões LGBT, de travestis, transexuais e transformistas, e  ganhei notoriedade, mas, claro, tudo isso está muito longe do que uma novela das 9 consegue proporcionar. Não consigo mensurar o tamanho disso tudo. Estou em cartaz em São Paulo com a peça “Brtrans“, e, outro dia, andando pela Avenida Paulista, pela primeira vez as pessoas me abordam para falar sobre o Nonato, meu personagem na novela. Nas redes sociais, tenho um Instagram bem ativo e, às vezes, entro ao vivo. Quando isso acontece, sempre aparece uma pessoa que decide me agredir. Reajo politicamente.


O que chama de reagir politicamente?
PEREIRA – Quando tentam me chamar de “viadão”, “traveco”, palavras que podem ser consideradas depreciativas e insultos, eu rebato dizendo que, para mim, elas são motivo de orgulho, adjetivos bem positivos. Esse tipo de atitude faz com que eu acabe levantando essa bandeira para outras pessoas que, no dia a dia, são agredidas e até espancadas. Costumo dizer: “Respondam [às agressões] e se sintam orgulhosas pelo que são”. É muito fácil julgar uma travesti que está na esquina se prostituindo. Mas qual a história dela? Precisamos nos aprofundar nessas questões, sair da superficialidade para entender o que ela sofreu desde criança. Ela está na rua tentando sobreviver.

Leandra Leal e Silvero Pereira na Parada do Orgulho LGBT, neste domingo (18) (Foto: Reprodução Instagram)Leandra Leal e Silvero Pereira na Parada do Orgulho LGBT, neste domingo (18) (Foto: Reprodução Instagram)

Quando decidiu ser ator?
PEREIRA – Minha irmã Cristiana e eu costumávamos brincar de show de calouros. Desde pequeno, gostava de me fantasiar. Trancado no banheiro, me sentia seguro para me expor, pois, sozinho, podia brincar com minhas fantasias. Alguns amigos na infância, principalmente as meninas,  compreendiam minha inclinação para as artes e participavam das minhas invenções. Mas só fui saber o que era teatro quando me mudei para Fortaleza, aos 17 anos. Quando assisti a primeira peça de teatro, descobri o que queria fazer na vida.

Silvero vive a travesti Elis Miranda em A Força do Querer (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)Silvero vive a travesti Elis Miranda em A Força do Querer (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)

Quando você contou à sua família que era homossexual?
PEREIRA –
Esse sempre foi um assunto difícil de falar com minha família, mas, de maneira natural, eles compreenderam que não podiam exigir de mim questões heteronormativas. Não podiam exigir namoradas, casamento, filhos, algo que eles tentaram  durante minha adolescência. Depois que me reconheci de fato, não permiti que ninguém interferisse em minha construção. 


Você se relacionou com meninas?
PEREIRA – Durante toda a minha adolescência, todas as minha relações foram com meninas. Primeiro namorei meninas; depois, passei a me relacionar com garotos. Foi um processo natural. Não gosto de me encaixotar na obrigação de me definir homossexual, bissexual. Gosto muito mais da liberdade de ser, do que da obrigação de definir. Essa é uma frase que tenho usado sempre. Hoje, aos 35 anos, sou feliz com minha identidade. Não me privo dos meus desejos, sejam eles por homens ou por mulheres. Permito que esses desejos aconteçam e, se tiver que ser por homem ou por mulher, que seja bem bonito para mim.


Como os travestis eram tratados em sua cidade natal?
PEREIRA – uma história muito perturbadora da minha infância: Há uma travesti em minha cidade, que mora lá até hoje, chamada Barbosinha. Sempre me disseram que ela tinha uma doença e eu não deveria me aproximar. Era uma espécie de lenda urbana que dizia que a gente não podia ter contato com a Barbosinha. Quando saí da minha cidade, eu era transfóbico. Fui obrigado a não gostar de Barbosinha, a pensar que ela era quase um bicho.  Mas, apesar de eu não ter compreensão sobre sexualidade e identidade de gênero, sentia interesse por esses temas, mesmo sem saber ainda me encaixar. Foi no teatro que compreendi que as pessoas tinham me feito pensar tudo errado.


Você sofreu preconceito no início de sua carreira?
PEREIRA – Sim, por fazer trabalhos para travestis. A classe artística começou a dizer que eu não era era ator, que deveria virar transformista e seguir os passos de minhas colegas nas boates. Mas enfrentei tudo e hoje digo: “Vocês estavam errados”. Hoje, há travestis que trabalham como  funcionárias públicas, são casadas, respeitadas. Claro que ainda existem muitas que são marginalizadas, mas o cenário é bem diferente de quando eu era mais jovem.


Por que você montou a companhia de teatro As Travestidas?
PEREIRA – Estamos num movimento muito bonito rumo à representatividade nas artes cênicas e me considero alguém que, de fato, contribuiu para esse movimento. Há 15 anos, no Ceará, acompanhei muitas amigas artistas largarem o teatro para trabalhar apenas em boates. A construção do meu grupo foi uma luta política, de resistência, para que as meninas voltassem ao  teatro. No grupo, temos três transexuais graduadas em artes cênicas. Somos em 12 integrantes e tem de tudo: hétero, homo, bi,  fluido de gênero, travesti, transexual e transformista.


O que falta para o seu grupo se multiplicar?
PEREIRA – Políticas públicas em defesa das questões LGBT. A área artística está à frente de outros setores. É preciso que as pessoas reconheçam que o Brasil é o país onde se mata mais travesti e trans no mundo. Não há políticas em defesa dessa comunidade. O Brasil se finge democrático e libertário, mas é assassino e violento.


Na TV, você prefere se ver como Elis ou Nonato?
PEREIRA – Me sinto tão feliz de barba quanto de cabelo comprido e usando vestido. O masculino é uma coisa que me interessa, me excita e me deixa feliz. Mas o feminino é algo que me comove, mexe comigo. Me sinto feliz das duas formas. Até uns 30 anos, me sentia confuso sobre a masculinidade, a feminilidade, mas agora transito normalmente. O teatro foi minha terapia e me ajudou intensamente a resolver essas questões.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Moda no Estadao Folha de S.Paulo Portal G1 SPFW Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Todo poder às curvas! 8 modelos plus size que estão roubando a cena no mundo da moda

Ashley Graham (Foto: Divulgação)Ashley Graham (Foto: Divulgação)

Única modelo a aparecer na lista das 100 pessoas mais influentes de 2017, da revista “Time”, Ashley Graham é a prova de que a indústria da moda precisa rever seus padrões de uma vez por todas. Em tempos de musas fitness, que ganham as redes com suas silhuetas superenxutas, as modelos plus size começam a roubar a cena, das passarelas às redes sociais, com uma mensagem clara: a moda é, sim, para todas!


No último NYFW, Ashley foi a grande estrela de dois importantes desfiles, Michael Kors e Prabal Gurung. No segundo, riscou a passarela ao lado de Candice Huffine e provou que o clamor por mais diversidade no universo fashion vem, pouco a pouco, surtindo efeito.


Esqueça as Angels! A seguir, confira as modelos nas quais você precisa ficar de olho a partir de agora.


ASHLEY GRAHAM
Aos 29 anos, a norte-americana já fez história ao se tornar a primeira modelo “fora dos padrões” ao posar de biquíni para a capa da edição de verão da revista esportiva “Sports Illustrated”. Depois disso, viu seu nome estampado nas principais publicações de moda do mundo. Com 4 milhões de seguidores no Instagram, ela é definitivamente a top da vez!

Fluvia Lacerda (Foto: Reprodução Instagram)Fluvia Lacerda (Foto: Reprodução Instagram)

FLUVIA LACERDA 
Apesar de ter nascido no Brasil, Fluvia, 36, que já foi chamada de “Gisele Bündchen plus size”, viu sua carreira deslanchar mesmo no exterior. Depois de se mudar para os Estados Unidos, há dez anos, para estudar inglês, precisou trabalhar como babá e faxineira para driblar as dificuldades financeiras. Até que, em 2003, foi descoberta por um olheiro dentro do ônibus. Entre seus feitos históricos está o fato de ter sido a “primeira gorda a ser capa de uma edição de aniversário da revista Playboy”, em suas próprias palavras. Em breve, sua história vai virar livro!

Jennie Runk (Foto: Reprodução Instagram)Jennie Runk (Foto: Reprodução Instagram)

JENNIE RUNK
Depois de estrelar a campanha de 2013 da H&M, a norte-americana de 27 anos passou a figurar na lista das modelos do momento. Engajada, levanta não só a bandeira das mulheres plus size, como também pelos direitos LGBTs. Jennie é casada há seis meses com a ativista Andria May-Corsini. “Não existe nenhum glamour em abraçar um só tipo de corpo”, declarou.

Saffi Karina (Foto: Reprodução Instagram)Saffi Karina (Foto: Reprodução Instagram)

SAFFI KARINA 
Esta londrina de 27 anos já foi rejeitada por uma agência de modelos, onde trabalhava há dois anos, por ser “grande demais”. Na época, vestia manequim 40. Decidida a abraçar suas curvas – “meus quadris são deste tamanho e não vão mudar de maneira nenhuma” -, adotou uma rotina sem restrições e, quando alcançou o manequim 46, voltou a modelar. Desta vez, como plus size. Desde então, tem sido estrela de diversas campanhas publicitárias, como as das marcas Debenhams, Speedo, John Lewis e Bravissimo.

Justine Legault (Foto: Reprodução Instagram)Justine Legault (Foto: Reprodução Instagram)

JUSTINE LEGAULT
Uma das modelos a encabeçar a campanha #ImNoAngel (Não sou Angel), que se posicionou contra os padrões discrepantes enaltecidos pela Victoria’s Secret, a canadense de 30 anos já estampou capas importantes e chegou a ser comparada a Georgia May Jagger. Para chegar ao post de uma das modelos mais aclamadas da vez, ouviu muitas críticas, mas sua autoestima permitiu que nada a abalasse.

Tara Lynn (Foto: Reprodução Instagram)Tara Lynn (Foto: Reprodução Instagram)

TARA LYNN 
Natural de Seattle, nos Estados Unidos, a top de 34 anos já sofreu bullying na infância por ter sido uma criança gordinha. Ex-garota-propaganda da coleção de swimwear da H&M, ela já estampou as maiores capas de revista de moda do mundo. Hoje, além de modelar, está diretamente ligada a organizações que prestam apoio a meninas que sofrem com distúrbios alimentares.

Candice Huffine (Foto: Reprodução Instagram)Candice Huffine (Foto: Reprodução Instagram)

CANDICE HUFFINE 
Primeira modelo plus size a fotografar para o famoso Calendário Pirelli, em 2015, e uma das modelos que alçaram a campanha #ImNotAngel nas redes, Candice tem deixado sua marca nas principais semanas de moda internacionais. A norte-americana de 32 anos, desfilou na última temporada do NYFW para as grifes Prabal Gurung, Sophie Theallet e Christian Siriano vestindo looks da coleção comercial de todas elas. Fora das passarelas, criou o projeto “Project Start” em parceria com a revista “Women’s Running” para encorajar mulheres a praticarem corrida. Afinal, o esporte também é para todas!

Hunter McGrady (Foto: Reprodução Instagram)Hunter McGrady (Foto: Reprodução Instagram)

HUNTER MCGRADY
Uma das mais jovens entre as colegas, a californiana de 23 anos, segue os passos de Ashley Graham e, este ano, estampou a tão disputada capa de verão da “Sports Illustrated”. Hunter começou sua carreira aos 16, mas os quadris largos a impediram de abraçar muitas oportunidades. Três anos depois, se tornou top plus size, mas prefere evitar o termo, que, segundo ela, promove a segregação. Com mais de 240 mil seguidores no Instagram, ela não hesita em exibir uma beleza sem retoques na rede, expõe sem receios suas estrias, celulites e acnes.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model